Midas Trend: escritório fechado e Presidente da empresa Fora do País


Midas Trend foi a única empresa que havia sobrado, depois da limpeza no mercado realizado pela CVM e a Polícia Federal, que fechou grandes empresas como a Unick Forex por exemplo.
Agora, a empresa que prometia mudar a vida das pessoas, acabou fechando seus escritórios sem que nenhum cliente fosse informado. Assim, muitos clientes estão sem saber o que fazer e outros já deram o caso como perdido.
Um cliente da Midas Trend no estado do Rio de Janeiro disse já ter perdido as esperanças na empresa. De acordo com ele, a Midas Trend simplesmente fechou o escritório que tinha no Rio de Janeiro, no bairro de Jacarepaguá.
Ainda de acordo com esse cliente, a empresa esvaziou o prédio na semana passada e diz acreditar que toda essa confusão da Midas foi premeditada.
Esse cliente da Midas Trend disse ter checado informações do Deivanir direto nos bancos de dados da Polícia Federal.
As informações passadas sobre o paradeiro do presidente da Midas são de que o mesmo saiu do país desde o dia 21 de dezembro juntamente com a sua esposa e uma criança, com destino a Portugal.
Líder da empresa com sentimento de culpa
Em um áudio compartilhado nos grupos de Whatsapp, um líder da empresa Midas Trend tenta se explicar para as pessoas que ele colocou na empresa.
De acordo com este líder, ele está com uma carga muito grande nos ombros, pois o mesmo acreditou nas promessas feitas por Deivanir Santos, presidente da empresa que prometia altos ganhos e mudança de vida.
Assim, este líder diz ter posto toda a sua família, amigos e pessoas que ele nem conhecia no negócio.
Em sua defesa, disse que nunca orientou nenhum cliente a pegar dinheiro emprestado para investir na empresa e que por isso, está isento de responsabilidades sobre aqueles que assim fizeram.
Completou dizendo ter dinheiro preso na empresa o suficiente para pagar a faculdade da filha e comprar uma casa para a mãe, tirando-a do aluguel.
O líder termina o áudio dizendo que mesmo com todos esses problemas, ainda confia na Midas e que está no aguardo da empresa voltar.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.