Interior da Bahia tem redução de 42% no número de assaltos a bancos


Em coletiva realizada na manhã desta segunda-feira (13) no Centro de Operações e Inteligência (COI) da Segurança Pública, em Salvador (BA), o secretário da pasta, Maurício Teles Barbosa apresentou números referentes a registros criminais e ações policiais no estado, durante o ano de 2019.

Dentre as estatísticas apresentadas, uma das que mais chamou a atenção durante a coletiva, foi a redução dos casos de roubo a bancos, que em níveis percentuais, atingiu a marca de 26% em relação a 2018. O dado tem ainda mais relevância quando é feito o recorte apenas para o interior do estado, onde a diminuição foi de 42%.

Ao todo, foram registrados na Bahia 49 casos em 2019, 17 a menos que em 2018, quando foram computadas 66 ocorrências contra bancos. De acordo com a Secretaria de Segurança, os bons números se devem às operações constantes para desbaratar quadrilhas especializadas em investidas contra instituições financeiras e à apreensão de armas utilizadas por esses grupos.

QUEDA NO NÚMERO DE MORTES

Durante a coletiva, também foi divulgado que em 2019 foi verificada uma redução no número de Crimes Violentos Letais Intencionais em todo o estado. Inseridos nesta categoria, os crimes de homicídio, latrocínio e lesão corporal seguida de morte apresentaram uma queda de 9,4% em relação a 2018.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.