Há 6 dias desaparecida, mulher é encontrada morta em Lapão(BA); fisioterapeuta é o mandante

Rafaela Gomes de Souza, 27 anos, que estava desaparecida há seis dias da comunidade de Vila Castro, em Lapão, na região de Irecê, foi assassinada e teve o corpo enterrado no município de Presidente Dutra. A mãe dela contou que a jovem desapareceu após receber uma ligação, na noite da última quinta-feira, dia 21.
Segundo a Polícia Civil, o suspeito de ser o mandante do crime é um fisioterapeuta identificado como Alfredo Victor Oliveira Mattos (centro da imagem), que trabalha no hospital de Lapão. Alfredo e Rafaela mantinham uma relação extraconjugal, conforme apurou a polícia, e ela estava grávida dele. Ainda segundo a polícia, o fisioterapeuta, que é casado, teria contratado o porteiro do hospital de Lapão, identificado como Erito Dias, o Rato (à direita da imagem), para assassinar Rafaela e esconder o corpo.
Alfredo teria confessado o crime à Polícia Civil durante um interrogatório na noite desta segunda-feira (26). Ele chegou a dizer à polícia que Rafaela havia sido sequestrada, porém, após ser confrontando pelas evidências, confessou ser o mandante do crime e apontou Erito como autor. Os investigadores acreditam que o fisioterapeuta teve participação direta no crime, atraindo a vítima para seu algoz.
A prisão preventiva de Alfred deve ser decretada a qualquer momento. A reportagem apurou que peritos do Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Irecê se deslocaram para o município de Presidente Dutra, onde tentam localizar o corpo de Rafaela. 
(Fonte: Jacobina Notícias). 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.