Gestão ou colapso? com salários em atraso, contratos com valores exorbitantes, prefeito Abel é duramente criticado em entrevista

Os vereadores  Felipe Brito, Gilson Francisco, Edvanio Santana, Denis Farias e Alaíde Reis, que fazem parte da oposição ao prefeito Abel Araújo na Câmara de Vereadores do município de Cipó, acompanhados do Vice-Prefeito Zé Roberto, concederam  entrevista à rádio comunitária da sede com a missão de informar a população cipoense do descaso que o município  enfrenta na atual gestão.   Na oportunidade relataram os inúmeros deslizes que o governo municipal vem cometendo a exemplo de: salários atrasados; contratos com valores exorbitantes com empresas que prestam serviços ao município; contratos com valores relevantes e sem transparência com empresas de assessoria; desequilíbrio financeiro; colapso na saúde; recolhimento insatisfatório do lixo; fornecimento precário de água na zona rural; obras paradas, dentre outras questões. Na ocasião também foi listado os altos salários que os cargos comissionados recebem indo na contramão da nossa realidade.  
 "Acredito que essas sejam algumas das atribuições do Vereador: Fiscalizar a gestão municipal, tecer críticas construtivas e sugerir mudanças para que a cidade saia desse caos em que se encontra atualmente. Mais do que nunca continuaremos desempenhando o nosso papel e revelando as falhas dessa malfadada gestão que insiste em maltratar a nossa população" 

Do Arildo Leone 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.