Canindé do São Francisco-SE: sete pessoas são presas e uma morre em confronto na Operação Olaria

Uma operação conjunta entre as Polícias Civil e Militar cumpre mandados de prisão relacionados aos crimes de tráfico de drogas, homicídio e latrocínio praticados no alto sertão sergipano. O trabalho da polícia se concentra em residências localizadas nos bairros Torre e Olaria, no município de Canindé do São Francisco. 

Até o momento, sete pessoas foram presas. Os suspeitos foram identificados como Alan Santos Lima, 26 anos, Carlos Eduardo Cavalcante Santos, 18, Raelvis Pereira Filho, Rian Henrique Silva, presos por tentativa de homicídio; José Pedro da Silva, conhecido como “Pitchu”, 25, pelo crime de homicídio; Tarcísio de Brito, 21, por roubo majorado; e Gildomar Silva de Souza, 27, detido em flagrante por tráfico de drogas. 

Na operação, um homem foi morto em confronto com policiais, quando transportava drogas ontem para Poço Redondo. Na blitz, feita por policiais civis e militares, houve troca de tiros e o investigado, identificado como Wellington Vieira Almeida do Nascimento, acabou morrendo. Ele já havia sido preso anteriormente por tentativas de homicídio e feminicídio. 

A operação está sendo coordenada pelo delegado de Canindé de São Francisco, Fábio Santana, e pelo comandante do 4° Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), tenente-coronel Ianderson Coutinho. Ao todo, 50 policiais estão participando da ação. 

O delegado destacou que a ação visa prender envolvidos em diversos crimes na região. “Até o momento logramos êxito na prisão dos sete indivíduos. Eles foram presos pela prática de diversos crimes, dentre eles homicídio, homicídio tentado, roubo majorado tráfico de drogas. A operação ainda está em andamento e esperamos realizar outras prisões”, enfatizou. 

A operação tem como objetivo principal o combate à criminalidade na localidade, assim como explica o tenente-coronel Ianderson Coutinho. “Cumprimos vários mandados de prisão e apreendemos uma quantidade de drogas aqui no município. Isso faz parte de uma série de operações que nós desencadeamos junto com a nossa co-irmã, a Polícia Civil, no intuito de diminuir a criminalidade no Sertão sergipano”, complementou. 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.