Alagoinhas-BA: Prefeito Joaquim Neto registra B.O contra radialista


O prefeito de Alagoinhas, Joaquim Neto, registrou um boletim de ocorrência(B.O) contra a radialista da 93 FM, Nayla Bay. A radialista recebeu a intimação para se apresentar na delegacia no próximo dia 22 para se explicar. O site News Infoco teve acesso a cópia da intimação.


Em contato com o site News Infoco, Joaquim Neto afirmou que teve acesso a um áudio em que Nayla o insulta, o chamando, inclusive, de ‘vagabundo’, o que configuraria ato de injúria, conforme o art. 140 do Código Penal.

Em outro momento do áudio, segundo Joaquim Neto, ao criticar as obras da praça Pedro Dória, recém reformada pela prefeitura, ela incita a população a depredar patrimônio publico. O site News Infoco ainda não teve acesso ao áudio utilizado como prova.
O prefeito Joaquim Neto afirmou ainda que elogios e críticas a qualquer governante são próprios da democracia e que ele sempre respeitou o papel da imprensa séria, porém ataques pessoais que atinjam não só a ele, como sua família, não serão admitidos.
A radialista Nayla Bay, em conversa com o News Infoco, acusa o prefeito de querer calar sua voz. Ela é uma crítica ferrenha do governo municipal. Nayla afirmou que irá se apresentar com os seus advogados para prestar os devidos esclarecimentos e enviou uma nota a nosso site. Veja a nota na íntegra:
A LEI DA MORDAÇA DE JOAQUIM BELARMINO NETO 
O prefeito Joaquim Belarmino Neto, valendo-se da sua posição de poder tenta intimidar veículos de mídia e comunicadores , uma atitude incompatível com a liberdade de imprensa e a liberdade de expressão. 
Quando um governante se utiliza do abuso de autoridade  e poder para intimidar comunicadores,  jornalistas e veículos de comunicação, abala um dos pilares da democracia, a existência de uma imprensa livre e crítica.
A conduta do Prefeito  Joaquim Belarmino Neto mostra não apenas descompromisso com a veracidade dos fatos, “mas também o uso de sua posição de poder para tentar intimidar veículos de mídia e jornalistas, com uma atitude incompatível com a liberdade de expressão”.
O prefeito Joaquim Belarmino Neto tem que entender que Nossa principal missão é informar e não agradar. E talvez ele queira ser agradado. Essa não é nossa função. Não é para isso que a gente trabalha. A democracia não existe sem a liberdade de Imprensa e sem a liberdade de expressão e o prefeito Joaquim Belarmino Neto tem que entender isso. 
“Em plena democracia, não é bom para a sociedade como um todo que veículos de comunicação – de qualquer espécie – jornalistas, intelectuais, escritores, atores ou qualquer cidadão sejam amordaçados e impedidos de veicularem fatos, ideias e opiniões.”
Afinal, como disse a ex presidente do Supremo, ministra Carmen Lúcia, em alto e bom som: “Cala a boca já morreu!”
Por Caio Pimenta para o News Infoco

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.