Briga entre ciganos deixa 4 mortos e 5 feridos no interior do Maranhão









Na manhã deste domingo (9), um tiroteio no mercado central do município de Coelho Neto, no Maranhão, deixou quatro mortos e cinco feridos – entre eles, uma criança de 3 anos -, todos da mesma família. Segundo a polícia, o episódio foi motivado pelo conflito entre duas famílias ciganas da cidade.
As informações da polícia dizem que quatro homens do lado de fora do mercado, dois em uma motocicleta e dois em um carro, aguardavam a família sair do local. Assim que isso aconteceu, eles iniciaram os disparos contra a família rival.
Os atiradores mataram quatro membros da família e deixaram outros cincos gravemente feridos. Dentre os atingidos, está uma criança de 3 anos, que levou um tiro na cabeça e está em estado grave. Quando a Polícia Militar chegou ao local, os responsáveis pelo crime já haviam fugido a caminho do povoado de Brejinho.
A PM conta que os dois atiradores que estavam na moto evadiram primeiro e os outros dois abandonaram o veículo Fiat Strada em que estavam, tomaram uma motocicleta de assalto e fugiram com ela logo depois.
Na estrada, porém, a segunda moto parou de funcionar. Por causa disso, os dois homens a abandonaram e entraram no matagal. A Polícia pediu reforços de Caxias e está, neste momento, fazendo o cerco na área à procura dos dois criminosos da família rival.
De acordo com o Coronel Márcio Silva, do 2º Batalhão da Polícia Militar, a briga entre as duas famílias ciganas já tem muitos anos. “Essa richa [desta manhã] aconteceu por causa de crimes anteriores contra a família. Foi uma questão de vingança”, explica. As famílias ciganas têm ligações não só em Coelho Neto, mas também em Caxias, Chapadinha e Alto Alegre do Maranhão.
Somente três das quatro pessoas mortas foram identificadas: José de Ribamar da Silva Castro, Antônio José da Silva Costa, Antônio Francisco da Silva Costa. As vítimas feridas, Francisco Camilo da Rocha, Raimundo Nonato da Silva Costa e Maria Antônia da Silva Costa, foram conduzidas para a UPA e transferidas para Timon. A criança, Francisco Guilherme da Silva Costa, foi encaminhada ao Hospital de Presidente Dutra em estado grave.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.