Eduardo Costa é acusado de pegar mulheres casadas e causa confusão


O cantor Eduardo Costa estaria envolvido em uma grande confusão na cidade de Matelândia (PR). Depois de um show do artista no município vizinho Medianeira, começou a se espalhar o boato de que o sertanejo teria pegado várias mulheres casadas da região. Além disso, Eduardo teria sido flagrado pelo marido de uma delas, um político.
O colunista Leo Dias, do UOL, ouviu um dos citados do caso, o secretário Geral da Prefeitura de Matelândia, Beny Renon, que teve a mulher, Ana Paula, apontada como uma das pessoas com quem Eduardo Costa teria se relacionado. O político nega que isso tenha acontecido. “Eu recebo ligações de pessoas me chamando de corno. A minha esposa está abatida. Meu filho de 17 anos está passando vergonha na escola. O ambiente é todo filmado. Em nenhum momento isso aconteceu”, contou ao blog.

Ainda de acordo com Beny, tudo foi feito para prejudicar a imagem dele e a vítima já acionou a Justiça. Áudios espalhados por meio do WhatsApp dizem que o cantor levou “discórdia para a cidade e suas famílias”. Há ainda uma pessoa que diz que “o marido arrancou a esposa do camarim do sertanejo e que uma outra mulher casada sumiu com o artista”.
Procurada, a assessoria de Eduardo Costa disse apenas que não vai se pronunciar sobre o assunto.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.