Viatura da PM capota durante perseguição na zona rural de Tucano-BA

Uma viatura da Polícia Militar capotou na tarde de sábado (23) durante uma perseguição, na zona rural de Tucano, a cerca de 267 km de Salvador. Segundo a PM, a guarnição foi informada de que havia dois indivíduos armados em uma motocicleta no bairro Nova Esperança e foram até o local, onde encontraram os suspeitos, que fugiram.

De acordo com informações do site Gil Santos Notícias, durante a perseguição houve troca de tiros e a viatura capotou após bater em um barranco, na localidade da fazenda Mato Verde, na estrada que liga a sede do município ao povoado de Cabrito, segundo a corporação.
A PM informou ainda que os policiais sofreram escoriações leves e foram socorridos para o Hospital Municipal Mariana Penedo, onde foram atendidos e liberados em seguida.
Geovan Lima de Jesus, 20 anos, foi baleado e chegou a ser levado também para o hospital, mas não resistiu e morreu.
Conforme a polícia, com o jovem, que era suspeito de envolvimento com o tráfico de drogas, foram encontradas uma pistola calibre 9mm, munições e uma motocicleta Fan 150, de cor azul, sem placa.
Ainda de acordo com a PM, um adolescente de 15 anos que estava na moto com Geovan conseguiu fugir, mas logo em seguida foi encontrado e apreendido por equipes da Polícia Militar e da Guarda Civil Municipal de Tucano.
O caso foi registrado no plantão regional da Polícia Civil em Euclides da Cunha, onde o adolescente foi apresentado juntamente com o material apreendido.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.