Um cigano veio a óbito e outros seis foram conduzidos para a delegacia


Nesta sexta-feira, 29 de março de 2019, um homem veio a óbito e 6 foram conduzidos para a delegacia, durante uma operação conjunta batizada de  "Romani Day" realizada pela Polícia Civil de Tapiramuta comandada pelo DPC Rogério Menezes, 24ª CIPM comandada pelo Major Flailton Oliveira, equipe da 2ª Cia da BPRv Capitã Virgínia, 6a  Cia TOR BPRv-Salvador Capitao Souza Mota e Guarda Municipal SGT RR Amarildo, no Loteamento Almeida Sobrinho, na cidade de Tapiramutá.

Segundo informações, durante o cumprimento de mandados de prisão por tráfico de drogas, organização criminosa, extorsão, estelionato e posse de arma de fogo, foram conduzidos para a delegacia os ciganos identificados como: Assuelio Dourado de Magalhães, Célio Dourado de Magalhães, Jucélio Dourado de Magalhães, Dacic Sampaio Magalhães, Valdemir Djalma Vaz e Uene Magalhães Dourado.

Ainda de acordo com informações, Massueth Dourado Magalhães, conhecido como Gazo Cigano veio a óbito, ao resistir a abordagem e atirar contra a polícia, sendo atingido durante revide. Outros dois ciganos também ficaram feridos, sendo encaminhados para atendimento hospitalar.

Segundo o delegado PC Rogério Menezes, 26 homens foram empregados para o cumprimento de mandados, sendo apreendidos também: 03 revólveres calibre .32; 51 Pedras de Crack; 02 papelotes de cocaína; 09 papelotes de maconha; R$ 5.058,63 (Cinco mil e cinquenta e oito reais e sessenta e três centavos); 8 aparelhos de celular; folhas de cheques somando um valor R$ 124.200,00 (Cento e vinte e quatro mil e duzentos reais); promissórias somando um valor de R$ 153.450,00 (Cento e cinquenta e três mil e quatrocentos e cinquenta reais); 02 simulacros; 04 munições intactas calibre .32; 02 munições deflagradas .32; 04 munições 9mm; 03 veículos; além de R$ 2.050,00 (Dois mil e cinquenta reais) com marcas de tinta provenientes de assalto a banco.

Fonte: Augusto Urgente!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.