Catu-BA: Idoso de 72 anos e filhos são presos suspeitos de estuprar garota de 10 anos em fazenda


Um idoso de 72 anos e os dois filhos dele, de 19 e 23 anos, foram presos suspeitos de estuprar uma garota de 10 anos em uma fazenda na zona rural de Catu, cidade a 90 quilômetros de Salvador. De acordo com a Polícia Civil, a vítima é enteada de um dos suspeitos.

O crime foi descoberto quando a menina foi passar as festas de fim de ano com o pai, na cidade de Alagoinhas, na Bahia. A garota teria relatado os abusos, que ocorreram na fazenda onde ela morava com os suspeitos, para a madrasta e contou quem eram os autores.

Os mandados prisão preventiva de Delfino dos Santos, de 72 anos, e dos filhos Florisvaldo e Marivaldo Alves dos Santos, de 23 e 19 anos, foram cumpridos na quinta-feira (14), mas a polícia só divulgou as informações na sexta (15).

Ainda segundo a polícia, outros dois filhos do idoso também participaram do crime e são procurados. Após a denúncia, a vítima foi submetida a exames periciais, onde ficou constatado o estupro.

Durante audiência de custódia, Delfino dos Santos teve a prisão revogada por estar se recuperando de um Acidente Vascular Cerebral (AVC), sofrido recentemente. Florisvaldo e Marivaldo permanecem à disposição da Justiça. 

(G1)

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.