Aliado em coligação federal volta a atacar Dayane Pimentel: “ladrona, paquita de Bolsonaro”

vereador de Vitória da Conquista, David Salomão (PRTB), voltou a atacar as credenciais da deputada federal e presidente do PSL na Bahia, Dayane Pimentel, durante discurso no Plenário da Câmara, na sexta-feira (22). 

Salomão se referiu à parlamentar como “ladrona” e “paquita de Bolsonaro”. Um mês atrás, o vereador acusou Dayane Pimentel de "meter a mão" em R$ 483 mil da verba partidária para a sua campanha.
“A paquita de Bolsonaro meteu quase meio milhão de reais do dinheiro do povo na campanha e tá lá falando das Câmaras. Tu toma vergonha na tua cara, respeite o poder legislativo da Bahia, principalmente o de Vitória da Conquista. Toma vergonha, sua pilantra”.
O edil também disparou contra o senador Jaques Wagner (PT), citando “82 milhões desviados da Fonte Nova. Tá lá, ladrão velho”. 
As críticas foram feitas enquanto o edil comentava a prisão do ex-presidente Michel Temer (MDB) pela Polícia Federal em São Paulo.
Segundo o vereador, que foi candidato a deputado federal na mesma coligação de Dayane Pimentel, a cacique do partido do presidente Jair Bolsonaro não tem legitimidade para falar em “nova política”.
“Se não tem homem aí no Congresso Nacional para lhe desmascarar, daqui da Bahia tá indo. E a gente quer falar de nova política, né? O marido [Alberto Pimentel], um pilantra. Tá na secretaria da prefeitura de Salvador. O que é isso se não for a velha política?”.    
Assista:
      
OUTRO LADO - Em nota, a deputada federal Dayane Pimentel repudiou as declarações e afirmou que o vereador ainda está “claramente inconformado com a derrota que obteve nas urnas no último pleito". 
“Ele omite dolosa e criminosamente que toda a verba utilizada na minha campanha eleitoral para o cargo de deputada federal não só foi legal e de origem lícita, como foi aprovada pela Justiça Eleitoral", argumentou a deputada.
A nota diz ainda que a assessoria jurídica do PSL na Bahia “tomará as medidas cabíveis contra as absurdas calúnias do vereador David Salomão” contra o casal Pimentel. A deputada registrou que o vereador em questão já responde a um processo devido a declarações anteriores.
Procurada pela reportagem, a assessoria do senador Jaques Wagner afirmou que não se pronunciaria sobre as declarações.  

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.