Rádio baiana é acusada de homofobia após bloquear ouvintes que pedem música de Pabllo Vittar


Uma rádio da cidade de Barreiras, no oeste da Bahia, foi acusada de homofobia após bloquear ouvintes no Whatsapp que solicitam músicas da cantora Pabllo Vittar. As informações são do site 'Popline'.

Segundo a publicação, a rádio Oeste FM Barreiras 98.5 tem se negado a atender aos pedidos da canção "Seu Crime", novo single da drag queen.
O Popline informou ainda que realizou testes entre a última sexta (15) e a tarde de sábado (16) com três números de celular diferentes e todos foram bloqueados no aplicativo de mensagens após os pedidos das músicas. A reportagem realizou o mesmo teste na manhã desta segunda-feira (18) e também teve o contato bloqueado pela rádio.
Em um áudio que circula nas redes sociais é possível ouvir um dos locutores da Oeste FM Barreiras destratando fãs da cantora por conta dos pedidos insistentes para tocar a música na programação.
A reportagem tentou contato com a direção da rádio, no entanto, uma funcionária informou que a diretora não poderia falar no momento. Para a reportagem, a colaboradora negou as acusações de homofobia e explicou que o locutor se expôs. Questionada sobre os bloqueios no Whatsaap, ela argumentou que os pedidos das músicas "atrapalham o trabalho da rádio". A funcionária não soube informar se o locutor continuará na rádio.



Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.