Com apoio de drone PM destrói 18 mil pés de maconha na Bahia

Guarnições da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (Jacobina), com a ajuda de um drone, destruíram uma plantação com 18 mil pés de maconha na zona rural de Várzea da Roça.

A ação, que aconteceu na quarta-feira (6) e na qual foram apreendidos ainda 35 quilos da droga, sementes e munições, teve origem logo após os policiais receberem uma denúncia anônima de que havia um trânsito atípico de veículos, diversas vezes na semana e em horários suspeitos, no povoado Pau de Colher.

Ao chegar ao local, a PM identificou, através das imagens do drone, quatro homens cultivando cannabis sativa (maconha). Houve confronto e os criminosos conseguiram fugir pelo matagal, abandonando um carregador SR-40 calibre ponto 40, com capacidade para 15 disparos, 65 cartuchos de ponto 40 acondicionados num estojo, um aparelho celular, 35 quilos de maconha dentro de cinco sacolas de nylon, 3,5 quilos de sementes de maconha num vaso de água mineral e 18 mil pés de maconha.


A Polícia Civil e o Departamento de Polícia Técnica (DPT) foram acionados, para prosseguimento das investigações e perícia do local, além de ajudarem na incineração da roça. Já o material apreendido foi encaminhado para a sede da 16ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Coorpin), em Jacobina.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.