Polícia do Maranhão prende foragido da Bahia integrante de quadrilha de assalto a banco

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais – SEIC, prendeu na manhã do dia  25.01.19, na cidade de João Lisboa/MA, JOSÉ CARLOS FRANCISCO SANTANA, vulgo “CARLINHOS DO SACO”, 44 anos de idade.

Durante as investigações, o Departamento de Combate à Roubos a Instituições Financeiras – DCRIF (SEIC), tomou conhecimento por intermédio da Polícia Civil da Bahia (delegacia de Cícero Dantas) que o suspeito estaria homiziado nas imediações da cidade de João Lisboa/MA. Após diligências no local, as equipes deste departamento localizaram o suspeito e deram cumprimento ao mandado de prisão preventiva em seu desfavor. 

Destaque-se que JOSÉ CARLOS, é suspeito de integrar quadrilha especializada em assaltos a banco no interior da Bahia e estava homiziado no Estado do Maranhão desde o ano de 2011, após praticarem uma ação criminosa na agência do Banco do Brasil da cidade de Adustrina/BA. Por este crime havia um mandado de prisão preventiva em seu desfavor.

Após a ação policial, foi dado cumprimento ao mandado de prisão e encaminhada ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficará à disposição da justiça. O suspeito tem como característica agir fortemente armado, fazer reféns e praticar sequestros. Pesam contra ele a autoria de assaltos a bancos em municípios do interior do Maranhão, além de homicídios.

Por:Policia Civil/Cícero Dantas-BA 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.