Jeremoabo-BA: prefeitura gasta quase R$ 270 mil com escritórios de advocacia e consultorias em apenas um mês

A Prefeitura de Jeremoabo, tornou-se o paraíso das consultorias. Ao contrario de tudo aquilo que foi dito em palaque, em programa de governo, e em juramento de posse, o Deri do Paloma, prefeito de Jeremoabo tem provado que aprendeu direitinho a cartilha e já começa a mostra a que veio. Segundo dados levantados pela reportagem do Portal Carlino Souza, com o auxilio de pessoas do alto escalão do governo, traz uma planilha em que a prefeitura de Jeremoabo, pagou mais de R$ 267 mil somente no mês novembro, apenas com serviços de assessoria e consultoria. As homologações e aditivos de contrato, publicadas no Diário Oficial do Município, despertaram a atenção de cidadãos do município que apontam falhas em serviços básicos da prefeitura. 

 

O que mais chama atenção é a reação silenciosa dos vereadores hoje(situação) que foram mentores de críticas atribuídas ao ex-gestor interino Antônio Chaves, que durante entrevistas em programa de rádio foi muito criticado. Por esse mesmo ato e bem menos agravante, vereadores hoje aliados a Deri, de forma desenfreada disputavam AO VIVO pelo uso do microfone para vê que mais atacava a gestão do ex-prefeito Cheves, para desqualificar o gestor à época. No rádio eles falavam que se Deri(hoje atual prefeito) errasse seriam os primeiros ir à justiça denunciá-lo, mas o que se vê hoje é uma realidade bem diferente do que foi dita lá atrás. Hoje em silêncio eles assistem de pé aos erros e a podridão do governo Deri do Paloma, que a cada semana entra em colapso político.


Ainda segundo as publicações do Diário Oficial, o contrato com ARS ASSESSORIA E CONSULTORIA TRIBUTÁRIA LTDA, para prestação de assessoria e consultoria técnica para revisão do passivo junto a receita federal e a procuradoria da fazenda nacional, chega ao montante de R$ 25.000,00 mil.  Já ADM&TEC, empresa sediada no Recife-PE, recebeu R$ 150.000,00 mil para realizar assessoria e consultoria gerenciamento  das ações  da secretaria  municipal de administração.

 

Outro contrato foi firmado com a AFINCO CONSULTORIA E ASSESSORIA LTDA, por R$ 22.500,00 para consultoria e assessoria contábil. Por R$ 15.000,00, S&S SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS E TREINAMENTOS foi contratado para o serviço de assessoria e consultoria.

 

A maioria dos contratos foi firmada por inexibilidade, dispensando o processo de licitação para contratação de serviços de assessoria ou consultoria. Normalmente, esses contratos detalham direitos, obrigações e responsabilidades do contratado, carga horária e horário de expediente, prazo da contratação e valor mensal do contrato.

Segue planilha abaixo:
Contratos de outras cidades já foram denunciados pelo MP/BA
A prática tem sido bastante questionada pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA). Um dos casos mais recente ocorreu em Camaçari, na região metropolitana de Salvador. O ex-presidente da Câmara Municipal, o vereador José Marcelino de Jesus Filho, foi acusado de improbidade administrativa por contratar em 2015 e 2016, sem licitação, serviços de assessoria e consultoria técnica para assuntos contábeis, fiscais e jurídicos. No total, os três contratos somaram R$ 528,8 mil. Quanto a Jeremoabo/BA espera-se que aqueles vereadores que um dia denunciaram o ex-gestor Chaves  em programas de rádio e na Promotoria de Justiça, cumpram seu devido papel nesta gestão nefasta.  
Veja alguns dos contratos de meses anteriores a novembro e seus valores:




A reportagem do Portal Carlino Souza, entrou em contato com a prefeitura de Jeremoabo, mas foi informada que não havia ninguém para esclarecer o caso. Nem o prefeito, muito menos o secretário de finanças foram localizados para prestar esclarecimentos. Uma pessoa de extrema confiança do gestor nos retornou o contato e questionou o fato de a prefeitura valorizar empresas de fora para realizar esse tipo de serviço, uma vez que em Jeremoabo existem profissionais capacitados para realizar esse tipo de serviço explica. O funcionário comissionado ainda se dispôs a nos enviar os seguintes comprovantes abaixo. 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.