Vereador é baleado pelo marido da amante após cilada armada pela mulher


O vereador Aurelino de Jesus Cirqueira, de São Miguel das Matas, no Recôncavo, sofreu uma tentativa de homicídio na noite de quarta-feira (31/10) na localidade do Rio Preto, na zona rural do município. De acordo com a Polícia Civil, o vereador foi vítima de uma emboscada.

Ainda conforme informações da Polícia, o crime aconteceu por volta das 19h, em uma casa na localidade do Rio Preto, que fica a 30 km do centro da cidade. Aurelino sofreu a tentativa de homicídio e o suspeito é um homem identificado pelo prenome de Dermeval, mais conhecido na região pelo apelido de “Prego”.

O vereador continua internado no Hospital Regional de Santo Antônio de Jesus. Ele levou um tiro no braço e ainda não prestou depoimento na Delegacia, mas, de acordo com a polícia, a principal suspeita para o crime seria uma vingança arquitetada por “Prego”. A hipótese levantada pela polícia é de que Aurelino estaria se relacionando com a esposa do suspeito, que descobriu a traição por meio de conversas no WhatsApp.

A mulher, após ser descoberta, se juntou ao marido para armar a emboscada para o vereador. Marcou, após um encontro com Aurelino na residência em que morava com “Prego”. Chegando no local, o vereador foi recebido com um tiro de uma espingarda de antecarga artesanal, que o atingiu na região do abdômen e próximo ao braço. Aurelino prestará depoimento após receber alta.

Após o crime, os dois suspeitos, Dermeval e a mulher, fugiram do local e ainda não foram localizados pela polícia. 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.