18 pessoas são presas e quatro são mortas em operação policial contra tráfico de drogas na Bahia e Sergipe

Uma operação das polícias de Sergipe e Bahia, que acontece nesta sexta-feira (9) nos dois estados, resultou, até o momento, na prisão de 18 pessoas e na morte de outras três que teriam envolvimento com o tráfico de drogas. 
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), a operação Neve no Sertão II  tem como objetivo cumprir mais de 30 mandados de busca e apreensão e mais de 20 mandados de prisão em cidades de Sergipe e da Bahia. 
Em Sergipe, os mandados deverão ser cumpridos nas cidades de Nossa Senhora da Glória, Feira Nova, Monte Alegre, Canindé do São Francisco, Poço Redondo e Porto da Folha. Na Bahia, na cidade de Paulo Afonso.
A operação ainda está em andamento e até o momento, de acordo com a SSP de Sergipe, 18 pessoas foram presas, sendo três encaminhadas ao hospital após confronto. Os detalhes da operação serão divulgados hoje, às 11h, em coletiva de imprensa em Aracaju. 
A ação é coordenada pelo delegado Jorge Eduardo dos Santos Filho, da Delegacia Regional de Nossa Senhora da Glória, e conta com o trabalho integrado de 250 policiais civis e militares, envolvendo diversas unidades operacionais das polícias, como o Complexo de Operações Policiais Especiais da Polícia Civil (Cope), Coordenadoria de Polícia Civil do Interior (Copci),  Divisão de Inteligência da Polícia Civil (Dipol), Departamento de Narcóticos da Polícia Civil (Denarc), Grupo Especial de Repressão e Busca da Polícia Civil (Gerb), Comando do Policiamento Militar do Interior (CPMI), Batalhão de Choque da PM, Batalhão de Radiopatrulha da PM, Grupo de Ações Táticas do Interior da Polícia Militar (Gati), 3º e 4º Batalhões da PM, entre outras unidades especializadas e batalhões de área.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.