Itabaiana-SE: Torre de emissora de Rádio desaba e mata dois operários


Três pessoas estavam executavam a desmontagem da antiga torre da Rádio Capital do Agreste AM, quando a mesma desabou e atingiu dois homens, que prestavam serviço a empresa de comunicação, resultando em suas mortes.

A torre existia há vários anos e foi utilizada para transmitir o sinal da emissora em Amplitude Modulado (AM). O equipamento estava instalado no terreno pertencente à fazenda do ex-deputado Zé Teles, situada às margens da Rodovia Francisco Teles de Mendonça, na região do Matadouro Público Municipal de Itabaiana, no Agreste de Sergipe.

A Polícia Técnica Científica esteve no local para realizar a perícia da cena, assim como a Polícia Civil, que através da Delegacia Regional de Itabaiana, investigará o caso para identificar a causa do desabamento. Representante da Defesa Civil Municipal também acompanhou a ocorrência com a finalidade de elaborar um relatório.

O sinistro aconteceu por volta das 7h30 e as vítimas já haviam escapado de outro acidente no dia anterior, segundo foi comentado por Valmiro a um irmão. Ele contou que uma parte da torre desabou quando era desmontado e só não caiu porque ficou presa ao cabo.

Valmiro da Silva morava na Rua do Arame no conjunto Francisco Teles de Mendonça, no bairro São Cristóvão, em Itabaiana, mas ele era natural de Canindé de São Francisco (SE). Ele era casado e pai de três filhos, frutos de dois relacionamentos, e segundo informações da família, estava desempregado, mas não tinha experiência nesse tipo de serviço, porém aceitou realizar o trabalho para poder pagar a pensão alimentícia dos filhos.

Já Sidvaldo Chagas dos Santos era natural de Aracaju (SE) e residia no bairro Miguel Teles de Mendonça (Bairro da Torre), também na cidade serrana. (Fotos: Reprodução/Mais Notícias)

Gilson de Oliveira

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.