Homem é morto com golpes de lajota, pauladas e tem testículos cortados em Paripiranga-BA

Na noite de domingo, 14/10, por volta das 22h, ocorreu um homicídio em Paripiranga vitimando Marciel Martins das Virgens Souza, o corpo se encontrava as margens BA-220 (próximo ao posto de combustível de Expedito) com marcas de violência.

Segundo informações, Maciel entrou em luta corporal com sua companheira Natália, quando esta, juntamente com seu filho Edson (12 anos de idade), a amiga Milena, e o amigo “Zé Rola” agrediram a vítima com uma lajota e pauladas com um cabo de vassoura. Em dado momento, a companheira cortou a vítima na região dos testículos (com um caco de vidro), que saiu correndo nu pela rua. A polícia, após tais informações, empreendeu diligências e conduziu para serem ouvidos, o menor Edson (ouvido na presença de psicólogo da prefeitura e do conselho tutelar); a Milena, a companheira Natália, e o “Zé Rola”. 

O pai e o irmão da vítima, mudando o panorama das investigações, informaram que a vítima Maciel não saiu da casa, após as agressões, com um profundo corte nem nas costas, nem no braço direito como fora encontrado. Informaram que duas pessoas, até então desconhecidas, saíram de um bar próximo ao local dos fatos e perseguiram a vítima Maciel matando-o.

Com informações: Rodrygo Ferraz

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.