Homem sobe em poste para se matar, toma choque, pega fogo, cai de altura de 26 metros e sobrevive

Na manhã deste sábado (21) um homem despencou de um poste ao levar uma descarga elétrica na rede de alta tensão, na Vila Nossa Senhora das Graças, em Campo Grande. Em um vídeo que circula pelas redes sociais mostra o momento em que a vítima, Emerson de Souza Martins, 32 anos, cai de uma altura de aproximadamente de 26 metros, do poste da rede de energia. Emerson escalou a estrutura tentando cometer suicídio. Nas imagens, Emerson aparece no topo do poste quando, quando de repente, uma chama aparece no ar. 

Depois do clarão da chama, Emerson cai já inconsciente no chão. Os militares do Corpo de Bombeiros iniciam rapidamente o resgate, após a queda, onde pode se notar fumaça saindo do corpo da vítima. Segundo informações do boletim de ocorrência, bombeiros e policiais do BPChoque (Batalhão de Choque) tentavam convencê-lo a descer e que Emerson retornasse ao solo com cautela para que evitasse uma queda, porém sem êxito.
Os militares chegaram a pedir à central para a Energisa cortar a energia da região, mas não houve tempo. Emerson está na área vermelha da Santa Casa de Campo Grande. 

Assista o video

Campo Grande News

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.