Menina de 11 anos é estuprada por 14 homens durante festa em Praia Grande-SP


Uma criança de 11 anos foi estuprada por pelo menos 14 homens durante uma festa em Praia Grande, no litoral de São Paulo, na sexta-feira (20). O boletim de ocorrência sobre o abuso foi registrado no domingo (22), na Delegacia Sede da cidade. A polícia tenta identificar quem são os autores do crime.
Ao G1, uma amiga da família da vítima, que preferiu não se identificar, contou que menina chegou em casa falando que havia sido abusada. "Ela chegou na minha porta e pediu para dormir na minha casa. Ela me contou do estupro e eu já tinha marcado uma consulta para fazer exames, mas no domingo ela sentiu uma dor forte e a levei ao hospital", explica.
No local, a médica que estava de plantão, ao fazer alguns exames, constatou que a menina havia tido relações sexuais recentes. Como a testemunha que a acompanhava não era parente da vítima, os funcionários do hospital decidiram acionar o Conselho Tutelar da cidade, que enviou um representante à unidade de saúde para conversar com a menina.
A conselheira apurou com a menina que ela havia sido abusada por 14 homens durante uma festa no bairro Vila Mirim, em Praia Grande. A vítima contou que não os conhecia e não soube dizer se eles usaram preservativo. 
Após a constatação do estupro, a criança foi encaminhada ao Conselho Tutelar, onde permanece sob a guarda do órgão. A mãe da vítima está internada em um hospital da cidade com problemas de saúde. 

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.