Governo do Estado atende pedido do deputado Gustavo Santana e insere Nanuque em nova fase do projeto “Voe Minas Gerais”

A cidade de Nanuque, no Vale do Mucuri, passa a ser atendidapelo projeto Voe Minas Gerais, uma iniciativa da Codemig, em parceria com a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas. O projeto tem o objetivo de fomentar os negócios locais, desenvolver o turismo, integrar as diversas regiões do estado e facilitar o deslocamento da população entre o interior e a capital, Belo Horizonte, permitindo que tenham acesso rápido a eventos e serviços disponíveis.
Segundo o deputado Gustavo Santana, a conquista é de extrema importância para o desenvolvimento regional. “Estou muito grato ao Governo de Minaspela conquista desse pleito, que beneficia a população e fortalece a economia local.”, salientou o parlamentar.
Nanuque, próxima da divisa de Minas Gerais com a Bahia e o Espírito Santo, tem quatro voos de ligação com a capital, via Teófilo Otoni. Às segundas e quartas à tarde, a aeronave deixa BH com destino ao Vale do Mucuri, para retornar às terças e quintas, pela manhã. O voo tem duração total de duas horas e quinze minutos. O percurso terrestre exige, em média, dez horas.
Os 17 municípios atendidos atualmente são: Almenara, Araçuaí, Araxá, Belo Horizonte, Caratinga, Diamantina, Guaxupé, Manhuaçu, Nanuque, Paracatu, Passos, Patos de Minas, Poços de Caldas, Pouso Alegre, Teófilo Otoni, Varginha e Viçosa.
As passagens podem ser obtidas pelo site do projeto, www.voeminasgerais.com.br, ou pelo aplicativo MG App (disponível gratuitamente na Play Store e na Apple Store).

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.