Jogo das Estrelas tem atraso de Adriano, vaias a Leo Moura e gols de Zico e Romário

No Jogo das Estrelas no Maracanã, o que não faltou foi gol para a torcida. De todos os jeitos e craques: a vitória foi por 7 a 4 do time vermelho, do anfitrião Zico, sobre o branco. O Galinho, seu neto Felipe, Adriano, Leandrão, Bruno Silva e Romário, duas vezes, completaram o placar, enquanto Marinho, Alex, Alcindo e Donizete diminuíram.
As emoções da partida não se restringiram aos gols e às belas jogadas dos craques presentes. Os bastidores também fervilharam, principalmente com a presença de Adriano, que chegou com cerca de 20 minutos de atraso ao Maracanã e, mesmo assim, foi ovacionado pela torcida. Ao todo, 46.758 pessoas estiveram presentes no estádio.
O atraso do Imperador
Adriano entrou em campo aos 22 minutos do primeiro tempo. Ele era esperado como titular, mas disse que se atrasou por estar numa reportagem e, depois, pegar trânsito na ida para o Maracanã. Ninguém se importou muito: o Imperador foi ovacionado pela torcida e teve diversas chances de fazer gol. Após dois chutes na trave e uma assistência, ele recebeu lançamento de Zico, driblou Carlos Germano e marcou.
A caneta do anfitrião
Dono da festa, Zico atuou por 89 minutos e mostrou a categoria de sempre. Além de um gol, levantou a torcida ao dar uma caneta em Marinho. De quebra, deu lindo lançamento para Adriano fazer o gol. Foi substituído pelo neto Felipe.
Vaias a Leo Moura
Quem não teve muita moral com os torcedores foi Leo Moura. O ex-lateral do Flamengo atuou no primeiro tempo e foi vaiado desde o primeiro toque na bola. A bronca diz respeito às declarações do jogador após conquistar a Libertadores pelo Grêmio.
Sabia não, Marinho?
Era um jogo festivo, mas o ex-atacante do Vitória mostrou disposição de jogo de profissionais. Deu piques para desarmar Zico e Junior e fez o primeiro gol do time branco. Levou uma caneta de Zico, é verdade, mas levou a sério a partida até o fim.
Homenagem no intervalo
No fim do primeiro tempo, os jogadores campeões da Copa União em 1987 pelo Flamengo foram homenageados em campo. Eles foram ao gramado com uma réplica da taça e fizeram a festa dos rubro-negros no Maracanã.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.