Bandidos explodem carro-forte durante assalto entre Juazeiro e Curaçá-BA

Um carro-forte foi explodido por volta das 10h30 desta quinta-feira (28) por bandidos na BA-210, que liga as cidades de Juazeiro e Curaçá, no Norte da Bahia. O veículo ficou destruído. 
Ainda de acordo com a Polícia Militar, os criminosos estavam em dois veículos, uma S10 e um Doblô, quando abordaram o carro-forte, próximo ao povoado de Sertãozinho. Após render os vigilantes, os bandidos explodiram o veículo e, em seguida, fugiram do local. O valor roubado não foi informado e, apesar da destruição total do veículo, nenhum vigilante ficou ferido.
Segundo informações da TV Bahia, os criminosos abordaram os vigilantes e pediram para que eles descessem do carro e fugissem em direção à mata. A explosão foi tão forte que peças do carro e um dos cofres foram encontrados a cerca de 30 metros do local do crime.
Cédulas também ficaram espalhadas ao longo do trecho. O teto do veículo ficou no meio da pista assim como as cédulas destruídas.
A empresa Preserve que fazia o transporte do dinheiro não informou quanto estava sendo transportado, mas afirmou à reportagem que o veículo saiu de Juazeiro em direção a Curaçá.
A PM informou, por meio de nota, que, após o crime, Guarnições da Companhia Independente de Policiamento Tático (CIPT)/ Rondesp Norte e da Companhia Independente de Polícia Rodoviária (CIPRv) realizaram rondas e buscas na região à procura de suspeitos, mas ninguém foi preso.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.