Grupo vende rifa para sortear noite de prazer com garotas de programa

Usuários das redes sociais receberam e compartilharam, nesta quinta-feira (31), o anúncio de uma rifa que está dando o que falar em Maceió. O cartaz anuncia que, no próximo dia 06 de setembro, será realizado, no bairro do Jacintinho, o “Top Baile Privê”, cujo ponto ápice seria uma noite de prazer – com duas garotas de programa – como premiação ao vencedor.

Os organizadores estão comercializando a rifa no valor de R$ 20. Ela dá acesso à festa e, ao mesmo tempo, ao sorteio das garotas de programa, a ser realizado durante o evento.

A Gazetaweb manteve contato com a organização do evento. À reportagem, os organizadores garantiram planejar os mínimos detalhes, assegurando que, no caso de o ganhador não aprovar o “produto que vai receber”, o mesmo terá o dinheiro devolvido.

Contudo, ressaltou a organização, “as meninas que estão disponíveis para alegrar a noite dos apostadores são tops”. “Só não vai quem não gosta de mulher”, sentencia o anúncio disseminado nas redes sociais.

Outras instruções por parte dos organizadores são mantidas sob sigilo, a fim de se evitar maior publicidade a esse tipo de evento, que é considerado crime. Ainda segundo a organização, a rifa pode ser encontrada numa farmácia localizada no bairro do Jacintinho, com o valor sendo majorado, para R$ 30, no dia do evento.

Esta não é a primeira vez que se noticia a venda de noite de prazer com garotas de programa por meio de rifa. No começo deste ano, supostos alunos do curso de Engenharia de uma faculdade particular rifaram, por meio das redes sociais, uma noite de prazer com uma “acompanhante de luxo”. A ideia era utilizar o dinheiro arrecadado para pagar a festa de formatura.

Diante da repercussão que o anúncio provocou nas redes sociais, a Polícia Civil de Alagoas alertou que as circunstâncias deste tipo de negócio podem ser enquadradas como crime de exploração sexual, conforme o artigo 230 do Código Penal, podendo resultar na reclusão de um a quatro anos.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.