Vereador eleito morre durante cerimônia de posse em Pernambuco

Paulo José Sarmento (à esquerda), com o pai,
durante a diplomação (Foto: Reprodução / Facebook)
O vereador eleito Paulo José Sarmento (PSB), de 42 anos, morreu após sofrer um infarto durante a cerimônia de posse, realizada neste domingo (1º), em Ipubi, no Sertão de Pernambuco. Paulo chegou a ser socorrido e levado para dois hospitais, mas não resistiu.

De acordo com o assessor de comunicação da Prefeitura de Ipubi Alisson Alencar, a cerimônia de posse começou às 16h, na Câmara de Vereadores da cidade.

“Estava muito quente no momento. Durante boa parte da cerimônia o vereador estava se abanando, demonstrando que estava com calor. Foi o único sinal que ele deu”, contou.

Por volta das 18h30, os vereadores e o prefeito eleito, Chico Siqueira, seguiram para a prefeitura para entrega das chaves. “Nesse momento ele já estava em cima do palanque e quando ia começar o discurso ele desmaiou. O evento foi cancelado e Imediatamente levamos ele para o hospital”, disse o assessor.

Paulo foi socorrido para o Hospital Marcelino Mudo, em Ipubi, onde sofreu um outro infarto, de acordo com os médicos. O vereador chegou a ser encaminhado para o Hospital Regional Fernando Bezerra, em Ouricuri, mas não resistiu.

“A cidade inteira está de luto. Ele era uma pessoa muito querida, extrovertida. Era um momento de festa e que terminou dessa forma”, lamentou Alisson.

G1

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.