Tio estupra e mata a própria sobrinha de apenas 07 anos; VÍDEO

Na tarde deste último sábado (07) um usuário de drogas estuprou e matou a própria sobrinha de apenas 07 anos em uma comunidade rural do município de Anamã (200 km de Manaus). De acordo com a Polícia Militar, o indivíduo identificado como Ozéias da Silva, conhecido popularmente como “Bolinha” de 21 anos estava em casa sozinho com a sobrinha quando cometeu o crime. A mãe da criança identificada como Maria das Graças quando chegou em casa encontrou a filha morta completamente despida e com sinais de estupro. Logo após a mulher percebeu que seu irmão não estava em casa e que ele havia levado as roupas. Diante da situação Maria das Graças acionou a PM e informou que seu irmão era o principal suspeito e imediatamente a equipe começou a realizar diligências na tentativa de localiza-lo. Segundo informações, o jovem foi localizado às margens da mata da comunidade rural e foi levado de barco para a sede do município onde foi encaminhado à Delegacia Interativa de Polícia. No local Ozéias confessou que a criança foi morta por estrangulamento e relatou que estava sob o efeito de drogas. Ele foi autuado em flagrante pelos crimes de estupro e homicídio e permanece preso à disposição do Poder Judiciário.


Fonte: Portal Plantão Policial

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.