Suspeito de sete mortes e de crimes na PB é preso em Acajutiba-BA

preso

Um homem procurado pela polícia de Campina Grande foi preso na manhã desta terça-feira (14) na cidade de Acajutiba, no interior da Bahia, a 182 km de Salvador. A prisão foi realizada em ação conjunta da Delegacia de Homicídios de Campina Grande e Delegacia de Capturas da capital baiana.
De acordo com o superintendente de Polícia Civil em Campina Grande, Luciano Soares, o suspeito tinha vários mandados de prisão em seu nome. O homem é apontado como autor de sete homicídios registrados na cidade. Ele também seria ligado ao tráfico de drogas na região e, segundo a polícia, comandava uma facção criminosa de Campina Grande.
Conforme a delegada Maíra Roberta, que comandou as investigações na Paraíba, faz mais de um ano que o suspeito fugiu do estado, mas isso não o impediu que ele continuasse ligado ao crime organizado em Campina Grande.
“Mesmo da Bahia o suspeito continuou liderando uma facção criminosa do bairro do Pedregal. Ele fugiu há mais de um ano e nos últimos meses o serviço de inteligência conseguiu descobrir o paradeiro dele. Entramos em contato com a Delegacia de Capturas de Salvador e conseguimos cumprir esses sete mandados de prisão que estavam pendentes”, explicou.
Junto com o suspeito, foram encontradas armas, drogas, munições, dinheiro e documentos falsos. Ele foi levado para a delegacia de Alagoinhas, autuado em flagrante. Depois disso, a polícia vai conduzir o suspeito até a delegacia de Salvador, onde ele aguardará a transferência para a Paraíba. 

(Correio da Paraíba)

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.