Seis bandidos tombam em confronto com a polícia no extremo-sul da Bahia

Seis pessoas que tinham posições importantes na facção criminosa MPA foram mortas no começo da manhã deste domingo (25), em uma operação policial em um sítio na localidade de Rio do Sul, na zona rural de Santa Cruz Cabrália. A polícia, que foi ao local cumprir mandados de prisão expedidos pela justiça de Porto Seguro, apreendeu com a quadrilha diversas armas, dentre elas um fuzil AK-47, além de drogas e vasta munição.


Durante o confronto morreram Tiago Santos de Jesus, 22 anos, o 'Pitbull', Jonatan Júnior Lima Santos, 24, Darlan Dias dos Santos, o 'Avalanche', de 27, Jonielisson Monteiro Alcântara, 25, mais conhecido como 'Beiruca' e os adolescentes Franciel Freitas Santos e Agno Moraes Santos, de 17 anos.

Tiago 'Pitbull', segundo a polícia, era irmão do traficante André Márcio de Jesus, o 'Buiu. Ele teria assumido o comando da facção após a prisão do irmão, ano passado.

Além do fuzil, foram apreendidas três pistolas, uma espingarda cartucheira, vasta munição de calibre variado, cinco carregadores, entre eles dois de fuzil AK-47, dois carregadores balísticos, um arpão de mergulho, roupas camufladas, algemas plásticas, lanternas, 900 comprimidos de ectase, 68 pontos de LSD e cerca de R$ 500 em espécie.

Segundo a polícia, o grupo, que vinha sendo investigado há mais de um ano, era acusado de homicídios, porte ilegal de arma de fogo, tráfico e extorsão seguida de sequestro em Porto Seguro. Ainda de acordo com a informação, eles estavam invadindo propriedades rurais em Rio do Sul e expulsando os moradores.

A operação foi comandada pelo Centro de Operações Especiais da Polícia Civil [COE], que veio de Salvador cumprir os mandados em Porto Seguro e contou com apoio da Cipe-Mata Atlântica. Por conta das mortes, membros da facção estão impondo toque de recolher em bairros do Complexo Baianão.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.