Bandidos invadem Câmara e fazem vereadores de reféns na PB

Dois homens armados com revólveres invadiram, por volta das 13h da última segunda-feira (20), a Câmara de Vereadores do município de Soledade, que fica no Agreste paraibano. Os bandidos mandaram vereadores e funcionários se ajoelharem, informaram que estavam procurando pelo tesoureiro da Câmara para tentar levar o dinheiro do local, mas não o encontraram e fugiram.

De acordo com informações do cabo Palmeira, da Companhia da Polícia Militar em Soledade, os bandidos chegaram ao local de ‘cara limpa’ mandando todos se ajoelharem. “Não chegamos a ser acionados por alguém da Câmara, mas populares que estavam no local informaram que os bandidos queriam encontrar o tesoureiro para levar todo o dinheiro. Como o tesoureiro não estava lá, os bandidos mandaram todos se deitar e fugiram logo em seguida. Temos policiais em diligências para tentar encontrar os bandidos”, disse o policial.

Em contato com a Delegacia de Polícia Civil, o Portal Correio foi informado pelo delegado Fernando Zoccola que o caso está sob investigação. "Estamos começando a investigar. A Câmara estava fechada quando fomos até o local e ninguém compareceu à delegacia ainda”, disse o delegado. Até as 15h30 desta segunda (20), a polícia ainda não tinha identificado os bandidos.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.