Posto de gasolina coloca faixa sobre aumento de gasolina: Reclamem com a Dilma

Um posto de gasolina da cidade de Ponta Grossa, no Paraná, ironizou o aumento no preço do combustível que foi anunciado pelo Governo Federal na última semana. O dono do estabelecimento resolveu explicar o motivo do aumento e à quem os consumidores devem reclamar. "Caros clientes, o preço do combustível subiu por causa dos impostos do governo. Reclame com a Dilma", dizia a faixa que foi colocada na terça-feira (3).

Segundo o site "aRede", os funcionários do estabelecimento informaram que vários clientes têm reclamado com os frentistas e atendentes. De acordo com o gerente do posto de combustível, Robervaldo da Silva, a faixa é uma tentativa de alertar os clientes de que o posto apenas repassa os valores. "Colocamos o aviso para que os consumidores entendam que o reajuste não foi proposto pelo posto, mas sim pelo governo.

É uma maneira de tentar diminuir a reclamação. Como temos a bandeira da Petrobras, alguns clientes acham que o posto é responsável pelo reajuste", explicou. O reajuste é resultado de medidas de elevação de impostos, anunciadas em janeiro pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Segundo ele, o objetivo é obter este ano R$ 20,6 bilhões em receitas extras. A maior arrecadação virá da elevação do Programa de Integração Social e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social sobre os combustíveis.

Acompanhe o Blog do Carlino Souza também pelo InstagramTwitter™ e pelo Facebook  #Compartilhe!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.