Senhor do Bonfim-BA: Transtornado, delegado espancador tenta intimidar advogado durante depoimento

Depois de ter sido sequestrado, espancado, algemado, jogado em uma viatura e ameaçado de morte, o advogado Dr Pedro Cordeiro, prestou depoimento na tarde da última quarta-feira(16), no Complexo Policial de Senhor do Bonfim.
Pedro Cordeiro esteve acompanhado de vários advogados. O presidente da OAB, também esteve presente. No depoimento, o advogado contou todos os detalhes da covardia praticada pelo desequilibrado delegado e mais dois dos seus cúmplices.
Mesmo dentro do Complexo Policial, o delegado Cláudio Gomes, tentou intimidar o advogado, e expondo sua arma, queria a qualquer custo ficar na mesma sala para ouvir o depoimento do advogado. A delegada Maria Jane, teve que solicitar que o delegado se retirasse para dar continuidade ao depoimento.
O fato ocorrido tem chamado à atenção da comunidade da região, principalmente para moradores de Itiúba, que começam a ficar preocupados com a reação insana do homem que mais parece um fora da lei.
A OAB em Senhor do Bonfim já se manifestou, o Ministério Público deverá se manifestar nas próximas horas, e até mesmo pronunciamentos na Assembleia Legislativa da Bahia, serão feitos nos próximos dias.
É preciso definitivamente separar autoridades policiais, de marginais.
Blog do Walterley
Acompanhe o Blog do Carlino Souza também pelo Instagram, Twitter™ e pelo Facebook

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.