Presos furam parede e fogem da delegacia regional em Delmiro Gouveia-AL

Onze presos escaparam da Delegacia Regional em Delmiro e nenhum foi recapturado

A madrugada desta segunda-feira (17) foi movimentada na Delegacia Regional de Delmiro Gouveia. Onze presos, sendo eles dois menores, furaram uma parede de concreto e fugiram da unidade prisional no sertão alagoano.
De acordo com um agente da delegacia regional, o buraco de aproximadamente 30x60, em parede de concreto, "pedra rachão", foi feito há vários dias, com os presos usando um pedaço de grade da sela da delegacia e conseguiram fugir durante a madrugada.
Fugiram os seguintes presos: Ronildo Silva dos Santos, Anderson dos Santos Silva, Wilson Parnaíba dos Santos, Maxwell Vieira de Lima, Leonardo da Silva Pereira, Claudisson Rodrigues Ferreira, Agenor José Filho, Abraão Bastos de Melo, José Felipe Alexandre e dois menores P.V.S e E.S.F, que aguardavam procedimento judicial para encaminhamento.
Durante toda a manhã, a viatura da regional, juntamente com o reforço de agentes da Polícia Civil das cidades de Piranhas, Água Branca e Pariconha, além da Polícia Militar, fazem buscas mas ainda não encontraram os fugitivos.

Por: Paulo Chancey Junior / Foto: Jota Silva

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.