Alagoinhas / Inhambupe-BA: Bandidos trocam tiros com a policia após tentarem assaltar ônibus; um deles foi baleado e morreu

Na noite da última sexta-feira (21) por volta das 21h30min dois bandidos tentaram assaltar um ônibus da empresa Regional N° de ordem 2322 na BR 110, proximidades do trevo que liga Alagoinhas / Inhambupe. De acordo com informações os elementos estavam a bordo de uma motocicleta, e no momento em que tentaram interceptar o veiculo uma viatura da polícia civil passava pelo local, os policiais perceberam a tentativa de assalto e houve troca de tiros, um dois bandidos acabou sendo alvejado. Um elemento conseguiu fugir. Já o que estava ferido não foi muito longe, o mesmo ainda foi socorrido por uma ambulância do serviço de atendimento móvel de urgência SAMU 192, sendo encaminhado ao hospital regional Dantas Bião, porem não resistiu e veio a óbito. Ainda de acordo com a policia, no momento da tentativa do assalto o cobrador se jogou do ônibus em movimento, fraturou um dos braços e sofreu escoriações. Ele foi encaminhado ao Dantas Bião onde foi medicado. Um dos disparos atingiu o para-brisa do veiculo. Vale ressaltar que vem acontecendo vários assaltos naquele trecho, próximo ao trevo de Inhambupe, o mais recente foi na quarta-feira 19. A polícia continua trabalhando para coibir a ação dos meliantes.

(Informações Portal NA / Fotos: Infos. Policiais de Pojuca)

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.