Tucano-BA: Cooperativa denunciada pelo Fantástico pode ter contrato suspenso

Neste último domingo, (08/12), o programa “Fantástico, transmitido pela Rede Globo, denunciou um esquema de propina envolvendo cooperativas médicas no interior do Brasil.
Aqui na Bahia, a Cooperativa Baiana de Saúde (COOBA), sediada em Salvador, foi indicada como um das instituições envolvidas nesses esquemas de corrupção. Segundo a reportagem veiculada pelo Fantástico, Claudia Gomes, diretora da Cooba, ofereceu propina de 10% ao repórter Eduardo Faustini sobre o valor contratado, a título de “taxa de indicação”, num acordo oculto e criminoso entre o repórter, que fingia ser um representante de um grupo de prefeituras, e a cooperativa.
A Cooba tem contrato com 7 cidades da Bahia entre as quais Tucano e Araci. Com está última, o valor do contrato é de R$ 4,25 milhões.
Devido às inúmeras ilegalidades denunciadas pelo Fantástico, Jorge Seixas, vereador do município de Tucano, encaminhou nesta segunda-feira, (09/12), ao prefeito Igor Nunes ofício sugerindo a suspensão do contrato e que a gestão da saúde passe a ser realizada diretamente pela Prefeitura.
Para justificar sua proposta, alegou o edil que a Cooba não proporcionou melhora nos serviços médicos do município, bem como a negativa repercussão gerada pela denuncia. Por fim, concluiu que “a comprovação da fraude praticada pela COOBA, apresentada pela reportagem, é motivo suficiente para a imediata suspensão do contrato.”
Em contato com a Redação do Blog do Gomes, Seixas afirmou que até o momento o prefeito de Tucano não se manifestou sobre o ofício que foi encaminhado por seu mandato.
Fonte: Blog do Gomes

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.