Mulher amarra e mata o namorado com 36 facadas,em Feira de Santana-BA

Uma crise de ciúme entre um casal em Feira de Santana, no interior da Bahia terminou em assassinato na tarde desta terça-feira, 17. Segundo a polícia, Miraci Pereira Casais, de 34 anos, amarrou o namorado despido na cama, com o uso de ataduras, e atingiu George Pereira da Costa, de 40 anos, com 36 facadas.

O crime ocorreu às 16h na casa de Miraci, na rua 7º Sentido, no bairro Gabriela. Segundo a adjunta do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Feira de Santana, Erondina Lima, a sobrinha de Miraci, que mora na vizinhança, ouviu quando George começou a gritar "não me mate não, não me mate não" e pediu por socorro. A garota comunicou a mãe, irmã de Miraci, que foi até a casa dela verificar o que estava acontecendo.

A mulher demorou a sair, só respondendo sob ameaça de ser flagrada pela polícia. Da porta era possível ouvir os gemidos de George. A vítima era dentista e namorava Miraci há três anos. De acordo com relato de familiares, o casal brigava muito por ciúmes, mas nunca presenciaram episódios de agressão entre eles. Miraci fugiu em um mototáxi e ainda não há suspeitas de onde ela esteja escondida. O mototaxista, que é morador da rua 7º Sentido, também está desaparecido.

A Tarde

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.