Geddel e Aécio de mãos dadas rumo a 2014

É forte a possibilidade de o senador tucano Aécio Neves receber apoio do PMDB de Geddel Vieira Lima na Bahia para sua corrida pela presidência da República em 2014. Segundo nota de Denise Rothenburg, do Correio Braziliense, um jantar entre Aécio e Geddel "praticamente selou" a aliança na Bahia.
Embora sejam de polos opostos no plano nacional, é de fácil compreensão a articulação na Bahia. O PSDB não tem candidato ao governo do estado e seguirá os passos do DEM de ACM Neto. O democrata já prometeu a Geddel que lhe retribuirá apoio dele e do PMDB na disputa pela Prefeitura de Salvador em 2012, quando ele derrotou Nelson Pelegrino, do PT.
Então os tucanos apoiarão Geddel para governador sem nenhuma dificuldade, desde que o PMDB faça campanha para Aécio. Aí vem o segundo fator que facilitaria a movimentação. Como diz a colunista do Correio Braziliense, apoio aos tucanos seria "vingança" do PMDB baiano pela "traição" do PT em 2010.
Geddel recebeu do ex-presidente Lula e da então candidata Dilma Rousseff a garantia de que eles subiriam ao palanque de Jaques Wagner e ao dele. Mas não foi o que aconteceu. Lula e Dilma entraram de sola na caminhada de Wagner, que se reelegeu no primeiro turno, e deixaram o peemedebista a ver navios. Abaixo a nota de Rothenberg.
Aécio e o PMDB
Um jantar entre o presidente do PSDB, senador Aécio Neves, e o ex-deputado Geddel Vieira Lima (PMDB), pré-candidato ao governo da Bahia, praticamente selou a aliança do tucano com os peemedebistas baianos. O próximo alvo de Aécio como pré-candidato a presidente da República é o senador Eunício Oliveira, do PMDB do Ceará, que tende a concorrer ao governo estadual e ainda não se acertou com os petistas no estado.
A aliança entre PSDB e PMDB na Bahia tem um sabor de vingança. Em 2010, Geddel deixou o governo Lula crente que o ex-presidente e Dilma seriam neutros na disputa ao governo do estado. A então candidata desfilava com Jaques Wagner durante o dia e se encontrava com Geddel em rápidas reuniões fechadas. Repetir essa desfeita nem pensar.
Bahia247

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.