Paripiranga-BA: prefeito Justino Neto vira réu em processo criminal por dispensa irregular de licitação

O Prefeito do município de Paripiranga, Justino das Virgens Neto, vem enfrentando uma enxurrada de denúncias e, além disso, é considerado o pior prefeito da história da cidade. A fama de incompetente é quase unanime na região, pode até ser um titulo injusto, mais é o pensamento de grande parte da população. Essa situação é baseada em atitudes e ações do prefeito e a sapiência tendenciosa visando os interesses próprios dos seus conselheiros e assessores. 

Nos últimos dias, a Segunda Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJBA) decidiu receber a denúncia contra o gestor, Justino Neto, por suposta dispensa irregular de licitação no valor de R$ 170.000,00 (cento e setenta mil reais). Com isso, o Prefeito foi transformado em réu pela primeira vez.

Por unanimidade, os Desembargadores integrantes da Segunda Câmara Criminal admitiram a abertura de processo contra o Prefeito por dispensa irregular de licitação, nos termos do voto da Relatora Desembargadora Soraya Moradillo Pinto.

Com a aceitação da denúncia, o Prefeito Justino Neto, passa a responder ao processo penal na condição de réu e poderá contestar a acusação com novas provas. Só ao final da ação poderá ser considerado culpado ou inocente, em julgamento a ser realizado pela mesma Câmara Criminal do Tribunal de Justiça da Bahia.

A denúncia foi ajuizada pela Procuradoria Geral de Justiça do Estado da Bahia. O Prefeito já foi condenado pelo Tribunal de Contas dos Municípios Baianos em denúncia ofertada pelos mesmos fatos, processo TCM-BA de n.º 07035/17, sendo apurada nas esferas cível e criminal as responsabilidades, processos de n.º 8000850-88.2018.8.05.0189 e 8010674-56.2018.805.0000.

Por essa Justino não esperava mais vamos logo adiantando: O Portal Carlino Souza, manteve contatos por telefone com vereadores do município. As primeiras informações é, de que uma nova denúncia contra a sua gestão deva ser apresentada nos próximos meses por um vereador e pessoas próximas ao gestor. Vamos aguardar

Da redação, Portal Carlino Souza. O primeiro. Sempre!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.