Mais dinheiro nas contas da Prefeitura de Coronel João Sá (BA) e região

Segundo o site do Banco do Brasil, são este os valores do 1% FPM mês de dezembro para as prefeituras da região: Valor líquido creditado na sexta-feira, 7 de dezembro 2018. Ribeira do Pombal R$ 1.354.563,77; Ribeira do Amparo R$ 615.710,81; Banzaê R$ 615.710,81; Cipó R$ 738.852,97; Cícero Dantas R$ 985.137,29; Coronel João Sá R$ 738.852,97; Heliópolis R$ 615.710,81; Nova Soure R$ 861.995,13; Olindina R$ 861.995,13; Itapicuru R$ 985.137,29; Inhambupe R$ 1.108.279,45; Tucano R$ 1.354.563,77; Euclides da Cunha R$ 1.477.705,93; Quijingue R$ 861.995,13; Adustina R$ 738.852,97; Novo Triunfo R$ 615.710,81; Fátima R$ 738.852,97; Paripiranga R$ 861.995,13; Jeremoabo R$ 1.108.279,45; Sítio do Quinto R$ 492.568,65; Pedro Alexandre R$ 738.852,97; Glória R$ 615.710,81; Santa Brígida R$ 615.710,81; Paulo Afonso R$ 2.093.416,72. 

Segundo o site do Banco do Brasil, são este os valores do 1º FPM mês de dezembro para as prefeituras da região: Valor líquido, a ser creditado na segunda-feira, 10 de dezembro 2018. Ribeira do Pombal R$ 799.082,87; o INSS descontou mais de R$ 100.000,00. Ribeira do Amparo R$ 478.456,28; Banzaê R$ 266.612,56, o INSS descontou mais de R$ 225.000,00; Cipó R$ 459.013,58; Cícero Dantas R$ 625.828,16; Coronel João Sá R$ 591.606,69; Heliópolis R$ 410.425,56; Nova Soure R$ 375.743,21, o INSS descontou mais de R$ 330.000,00; Olindina R$ 676.988,78; Itapicuru R$ 631.782,48; Inhambupe R$ 898.182,66; Tucano R$ 902.936,30; Euclides da Cunha R$ 1.213.682,12; Quijingue R$ 574.595,76; Adustina R$ 477.679,49, o INSS descontou mais de R$ 130.000,00; Novo Triunfo R$ 383.152,80; Fátima R$ 492.510,67; Paripiranga R$ 680.149,43; Jeremoabo R$ 738.765,98; Sítio do Quinto R$ 295.973,11; Pedro Alexandre R$ 448.329,06; Glória R$ 480.579,78; Santa Brígida R$ 506.619,01; Paulo Afonso R$ 1.395.446,83. 

Pesquisa do Joilson Costa, Rádio Pombal FM, no site do Banco do Brasil.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.