Seja bem-vindo(a) ao Portal Carlino Souza, A Maior fonte de informação do interior do Estado da Bahia.  Coronel João Sá-BA,

Araci-BA: Suspeito de integrar facção criminosa morre em confronto com a PM


Um membro de uma facção criminosa morreu em confronto com policiais da 3ª Companhia do 16º Batalhão de Polícia Militar (BPM) em Araci, na madrugada deste sábado (1º). De acordo com os policiais, o criminoso estava escondido em uma casa no bairro Coqueiro e seria integrante da Katiara, facção que disputa o controle do tráfico de drogas na zona rural do município.

"Recebemos a informação de que suspeitos estariam escondidos em uma casa perto de uma escola daquele bairro. Ao perceberem a presença da guarnição, dois indivíduos empreenderam fuga. A partir daí, houve perseguição. Um dos suspeitos entrou em uma casa e, quando adentramos à residência, fomos recebidos a tiros", relatou um policial. Os policiais revidaram e alvejaram o criminoso, que foi socorrido no Hospital Municipal, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com informações colhidas pela reportagem, o outro suspeito conseguiu fugir.

A ação policial foi registrada por volta de 00h10. No local, os PMs encontraram um revólver calibre 38 com dois cartuchos deflagrados e quatro intactos, 1,5 kg de maconha, além de um aparelho celular e uma carteira com documentos pessoais e um cheque no valor de R$ 1,5 mil. A ocorrência foi registrada na Delegacia Territorial (DT) de Araci.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.