Seja bem-vindo(a) ao Portal Carlino Souza, A Maior fonte de informação do interior do Estado da Bahia.  Coronel João Sá-BA,

Inquérito que investiga Marcelo Nilo por ter recebido R$ 300 mil em suposto caixa 2 na campanha de 2014, é enviado à 1ª instância

O juiz Antônio Oswaldo Scarpa, do Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA), enviou para a primeira instância um inquérito no qual o deputado estadual Marcelo Nilo (PSB) é investigado por ter recebido R$ 300 mil em suposto caixa 2 na campanha de 2014.
O processo, que tramitava no Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), decorre de delações premiadas em que os ex-executivos da Odebrecht, André Vital e Benedicto Barbosa da Silva Júnior afirmaram que, em 2013, Nilo procurou a empresa para pedir recursos para sua pré-campanha. Os depoimentos foram prestados em 2017 no âmbito da operação Lava Jato.
Segundo os delatores, os recursos foram solicitados às vésperas da disputa pela Assembleia Legislativa.
À época, Nilo admitiu ter recebido os valores, divididos em três parcelas, mas que o valor consta na prestação de contas feita à Justiça Eleitoral.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.