Em Brasília(DF) Carlinhos Sobral cobra soluções para o problema do programa Luz Para Todos

Em recente visita à Brasília-DF, o Prefeito de Coronel João Sá, Carlinhos Sobral(MDB), esteve em reunião com a Superintendência do programa Luz para Todos, no Ministério das Minas e Energia, onde buscou solucionar problemas relacionados ao programa.

Em conversa com o Diretor, Flamarion Souza, e técnicos responsáveis da área; Carlinhos questionou à respeito da liberação da execução dos projetos já aprovados para o município.


“Mais do que levar energia à zona rural, o Luz para Todos abrirá portas para a geração de renda e principalmente qualidade de vida para a população”, disse o prefeito.

Apenas em 2018, foram realizadas mais de 53 mil novas ligações em domicílios em todo país, beneficiando 212 mil pessoas. As melhorias trazidas para a vida das pessoas do campo podem ser medidas de muitas maneiras: aumento da renda familiar, melhores condições na saúde, oportunidades de trabalho, segurança nas comunidades e retorno aos estudos. Segundo uma pesquisa realizada pelo governo federal, 93% das pessoas entrevistadas afirmaram aumento de qualidade de vida.

Para o diretor do Luz Para Todos do Ministério de Minas e Energia (MME), Flamarion Souza Matos, o programa é transformador porque traz autoestima e, principalmente, cidadania aos brasileiros: “Quando a energia chega em qualquer comunidade, ela também gera riqueza emocional e espiritual.

Da redação, Portal Carlino Souza -  O primeiro. Sempre!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.