Coronel João Sá-BA: crise financeira obriga prefeito Carlinhos Sobral a reduzir o próprio salário em 30%

O prefeito de Coronel João Sá(BA), Carlos Augusto Silveira Sobral (MDB) decretou uma série de medidas para contenção das despesas na Prefeitura, objetivando o equilíbrio financeiro e orçamentário das contas públicas e o cumprimento dos índices estabelecidos pela  Lei de Responsabilidade Fiscal.
A crise financeira que assola o município, obrigou Carlinhos Sobral a fazer a dedução do próprio salário e do vice-prefeito em 30%, bem como em 10% os salários dos 12 secretários municipais

Alguns ajustes objetivam honrar os compromissos orçamentários, com os fornecedores e principalmente com a população joaosaense. O começo de tudo é cortando na própria carne, para se demitir o mínimo de contratados possível, para não atingir os serviços tão bem prestados desde o primeiro ano de mandato. Projeto reduz 30% do salário do Prefeito, vice e 10%, dos secretários.


O gestor disse que o projeto faz parte da estratégia do município para enfrentar a crise econômica nacional, “Diante da crise financeira que assola o país, nós em Coronel João Sá já sentimos a crise. Então, para isso temos que tomar medidas drásticas no município”, explicou. A medida passa a valer assim que o projeto for aprovado na Câmara de Vereadores.

Da redação, Portal Carlino Souza -  O primeiro. Sempre!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.