Seja bem-vindo(a) ao Portal Carlino Souza, A Maior fonte de informação do interior do Estado da Bahia.  Coronel João Sá-BA,

Após se envolver em polêmica com instituto denunciado no Fantástico; Justino Neto recebe Prêmio Sebrae



Na noite desta quarta-feira (28) Justino Neto participou da cerimônia de entrega do prêmio “Prefeito Empreendedor”, concedido pelo SEBRAE, como um dos 7 finalistas do Estado da Bahia, com o projeto da “Feira Verde”. 

Para Justino estar entre os 7 melhores prefeitos da Bahia no quesito empreendedorismo, no segundo ano de gestão, é uma honra e uma alegria que quer dividir com cada colaborador, com cada participante da feira e, principalmente, com cada paripiranguense. 

"Que Deus continue a nos abençoar e que novas conquistas venham para o engrandecimento de nossa querida Paripiranga", afirmou.

O programa Fantástico da Rede Globo, numa reportagem detonou esses “institutos” que vendem esses prêmios para quem paga, muitas vezes com o dinheiro público. 

A reportagem mostrou até um jumento, que atende pelo nome de precioso que também foi premiado como um dos 100 melhores prefeitos do Brasil. Não se checou nem se o prefeito existia concederam o título e foram desmascarados em rede nacional. Ora se um jumento recebeu um prêmio de melhor gestor, por quer não Justino receber um também? Em Paripiranga, o instituto esqueceu de pesquisar a verdade  nas ruas sobre o verdadeiro sentimento da população. (Relembre o caso aqui).

É cada prêmio. É em virtude disso que a cada dia que passa a política perde o brilho. É uma vergonha

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.