Seja bem-vindo(a) ao Portal Carlino Souza, A Maior fonte de informação do interior do Estado da Bahia.  Coronel João Sá-BA,

Do lado de Rui Costa, Marcelo Nilo declara apoio a Jutahy Júnior para o Senado

Se depender de Marcelo Nilo (PSB), o desejo de Rui Costa (PT) de eleger os dois candidatos ao Senado da sua chapa não vai se realizar. Nilo, candidato a deputado federal pela coligação do governador, declarou que irá apoiar Jutahy Magalhães Júnior (PSDB) nas eleições deste ano. O tucano é a aposta da majoritária no grupo de oposição a Rui, encabeçado por José Ronaldo (DEM), e recebe o reforço de Nilo na candidatura, que naturalmente deveria ser para Angelo Coronel (PSD).

"Eu e Jutahy começamos na política juntos. Ele é meu compadre. Sempre votei com ele e entramos na política juntos em 1990. Eu acredito que ele merece meu voto", justificou o deputado estadual. 

O apoio de Nilo para Jutahy faz parte do conjunto de reações diversas dentro do PSB após Angelo Coronel (PSD) ser confirmado candidato ao Senado no lugar de Lídice da Mata (PSB) na chapa petista. A relação entre os dois deputados estaduais também não é das melhores desde que o antecessor de Coronel como presidente da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) perdeu a eleição para a chefia da casa. 

Nilo ainda explica que o apoio no time adversário é justificável, pois o seu partido, o PSB, não determinou um segundo nome para o Senado. “Se o partido tivesse fechado questão, eu votaria com Coronel. Entretanto, o PSB não fechou. Durante as reuniões nem se tocou no assunto de apoio a um segundo nome”, disse. 

Além da posição dissidente do deputado estadual, o presidente do PSB em Salvador, Waldemar Oliveira, já declarou que vai apoiar Celsinho Cotrim (PRTB) como senador e Domingos Leonelli, secretário-geral do partido, declarou apoio a Fábio Nogueira, do PSOL, na corrida.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.