Olá seja bem-vindo!

Olá! Seja bem-vindo(a) ao Portal Carlino Souza, A Maior fonte de informação do interior do Estado da Bahia.  Coronel João Sá-BA,

Professora morre após ser ‘atropelada’ por cavalo em festa de vaqueiros na Bahia

Uma professora da rede municipal de ensino de Juazeiro, norte da Bahia, morreu após ser “atropelada” por um cavalo, na noite de domingo (8), durante a Festa dos Vaqueiros, em Curaçá, norte da Bahia, segundo informações da Polícia Civil.

De acordo com a polícia, Kelly Cristina Souza Gomes caiu e bateu a cabeça no chão, após o impacto com o animal. A professora foi levada para o Hospital Municipal Antônio Carlos Magalhães e morreu a caminho do Hospital de Urgências e Traumas, em Petrolina (PE), para onde seria transferida.

Kelly Cristina foi enterrada nesta segunda-feira (9), no Centro de Velórios, em Juazeiro.

A festa
Homens montados em cavalos e vestidos com trajes de couro saíram em cavalgada pelas ruas de Curaçá, no domingo, durante a tradicional Missa dos Vaqueiros. A festa é realizada há 65 anos.

A missa reúne a cada ano aproximadamente 5 mil pessoas. No ano passado, a Assembleia Legislativa da Bahia aprovou um projeto de lei que tornou a Festa do Vaqueiro, Patrimônio Cultural Imaterial da Bahia.

O roteiro da cavalgada terminou na Praça do Teatro Raul Coelho, local em que a Missa dos Vaqueiros foi realizada. A missa foi celebrada por Dom Beto, Bispo de Juazeiro. No ofertório foram oferecidos o leite, o queijo e a carne de bode, alimentos que dão energia para os vaqueiros enfrentarem o trabalho na caatinga.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.