Oito são presos suspeitos de integrar facção criminosa em Ribeira do Pombal-BA


Oito pessoas foram presas suspeitas de integrar uma facção criminosa na cidade de Ribeira do Pómbal, a cerca de 300 km de Salvador, na madrugada desta quinta-feira (7). As prisões ocorrem durante a operação Bahia Integrada, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar e Civil. Sete mandados de prisão e 21 de busca e apreensão foram cumpridos.

De acordo com a investigação, que durou cerca de quatro meses, os presos são membros da facção criminosa conhecida como Bonde do Maluco (BDM), que tem ramificações em diversos municípios do estado. Além de assaltos e tráfico de drogas, o grupo ainda é acusada de diversos homicídios de membros de facções rivais.

Além de cumprir todos os mandados, a operação conjunta prendeu um homem em flagrante pelos crimes de adulteração de veículo e receptação. Os presos são Cícero de Santana, o Júnior Capeta, José Marcos, o Marquinho de Pombalzinho, Adeildo Alves, o Morcegão, Alexssandro Santos, o Sandro do Cego, Marcelo Rocha, Antônio Carvalho, Tiago Conceição e Ednaldo Gama, o Naldinho.

Vamos continuar com esse trabalho integrado com as outras polícias, combatendo o tráfico de drogas e tirando os homicidas de circulação”, Afirmou o major Welligton Morais, comandante da Cipe/Nordeste.
Segundo a polícia, das oito prisões, sete foram em decorrência de cumprimento de mandados expedidos no curso das investigações e um aconteceu em virtude de flagrante dos crimes de adulteração de veículo e receptação. O proprietário de um ferro velho foi conduzido após a equipe encontrar peças adulteradas em seu estabelecimento.
Ainda de acordo com a polícia, durante as buscas, foram apreendidos cerca de R$ 1,8 milhão, entre cheques, notas promissórias e cédulas; além de quatro veículos, sendo uma moto e três automóveis.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.