Jeremoabo-BA: Ciganos suspeitos de envolvimento na morte de PM são presos em Castanhal-PA

Na manhã de hoje (26/12/2017) a Polícia Civil do Pará (DIP do Pará) cumpriu mandados de Prisão Temporárias da Comarca de Jeremoabo em desfavor de Jelson da Silva e seus filhos Rogério Matos da Silva e Bruno Jordão Matos da Silva.

Os ciganos Jelson da Silva, conhecido como “Gelson Cigano”, Bruno Jordão Matos da Silva, Rogério Matos da Silva (filhos de Gelson Cigano), Cosme de Jesus Silva e Carlos Daniel dos Santos Lima foram identificados pela polícia como autores da morte do soldado da Polícia Militar José Bomfim Lima, no último dia 2, em Jeremoabo (a 388 km de Salvador).

Eles foram presos no bairro Jardelândia , próximo ao terminal rodoviario da cidade de Castanhal, Região Metropolitana de Belém/PA. Além de Cosme de Jesus Silva e Carlos Daniel dos Santos Lima, que não são ciganos, também estavam com mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça e eram considerados foragidos. Economia eles estava Diego também participou do crime.

Sendo estes os principais autores do homicídio que ceifou a vida do SD PM Bonfim no Município de Jeremoabo/BA em 02/11/2017, após uma discussão entre o SD e um grupo de ciganos.
O PM que foi morto estava na corporação há 14 anos e deixou esposa e um filho. O sepultamento dele ocorreu no dia 4 de novembro, no Cemitério São João Batista, em Jeremoabo sob forte comoção.

Logo após o crime a Polícia Civil da Bahia passou a investigar o mesmo é com ações de inteligência e sigilosas vinha tentando localizar os autores.

Todo o acompanhamento fora realizado em conjunto com a Superintendência de Inteligência da SSP/BA e com a ajuda das Polícias Civis dos Estados do Ceará e do Pará, especificamente dos Departamentos de Inteligências desses Estados.

Todos com apoio do Judiciário e do Ministério Público que confiou no trabalho da Polícia Civil.

O grupo de ciganos foragidos e familiares (cerca de 20 pessoas) passaram um período escondidos no Ceará, especificamente no Município de Cascavel. Porém não conseguimos localizar o endereço preciso dos mesmos.

No entanto, há cerca de 20 dias mudaram para o Pará e hoje pela manhã Equipe da PC do PA, com apoio da SI/SSP/BA e da 18a COORPIN repassando coordenadas, áudios, características e outros detalhes importantes para a localização do Clã e do líder Gelson obteve êxito prendendo os mesmos.

Conforme informou as autoridades do estado do Pará, os mesmos foram autuados em flagrante por associação criminosa, posse de arma de fogo de calibre permitido, uso de documento falso, sendo apreendido também R$ 27.955,00, além de ter sido dado cumprimento aos mandados de prisão expedidos pelo poder judiciário da comarca de Jeremoabo Bahia, devendo permanecer à disposição da justiça. 

(INQUÉRITO POLICIAL N° 117/2017)

INCIDÊNCIA PENAL: HOMICÍDIO QUALIFICADO (artigo 121, § 2º, inciso II do Código Penal)

INDICIADOS:
 
01) JELSON DA SILVA, alcunha “GELSON CIGANO”;
02) BRUNO JORDÃO MATOS DA SILVA; alcunha “BRUNO CIGANO”
03) COSME DE JESUS SILVA; alcunha “COSME CIGANO”
04) CARLOS DANIEL DOS SANTOS LIMA, alcunha “GALEGUINHO”;
05) ROGÉRIO MATOS DA SILVA, alcunha “ROGÉRIO CIGANO”

VÍTIMAS:

01) JOSÉ BOMFIM LIMA (POLICIAL MILITAR);
02) LWILLYS MESSIAS DA SILVA (VINÍCIUS CIGANO);

03) DONIZETE ALVES DA SILVA (DONIZETE CIGANO).


Da redação Portal Carlino Souza - O Primeiro. Sempre!

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.