publicidade

https://www.facebook.com/PortalCarlinoSouza/ Olá! Seja bem Vindo(a) ao Maior Portal de Notícias do interior do Estado da Bahia. Você bem Informado...  Coronel João Sá-BA,

Amante processa mulher traída após vazamento de conversa íntima; entenda o caso

Uma mulher escolheu uma forma rancorosa de se vingar do marido após uma traição em Apucarana, no Paraná. A mulher traída divulgou uma conversa entre seu companheiro e a amante dele no WhatsApp, mas acabou sendo processada no final da história.
A mulher distribuiu panfletos pela cidade com as imagens das conversas. Com a frase “Procuro homem casado”, os panfletos chamavam a atenção dos pedestres que passavam pelo centro da pequena cidade, localizada a 369 quilômetros da capital Curitiba.
A esposa traída ainda contratou um carro para distribuir os papéis por todo o município, inclusive passando em frente ao trabalho e a faculdade onde a amante estudava. A traída chegou até a criar um perfil falso no Facebook com o intuito de fazer o caso repercutir ainda mais.
A moça que se envolveu com um homem casado teve que parar de frequentar as aulas dada a intense polêmica criada com o affair. Irritada, ela procurou a Polícia Civil da cidade. A mulher traída será processada e pode responder criminalmente por injúria e difamação, além de ter que pagar indenização na esfera cívil.

Como punição, porém, o juiz deve determinar uma pena leve, como o pagamento de cestas básicas ou prestação de serviços comunitários.

Nenhum comentário

Regras do site

Não serão aceitos comentários que:

1. Excedam 500 caracteres com espaço;

2. Configurem crime de calúnia, injúria ou difamação;

Art. 140 - Injuriar alguém, ofendendo-lhe a dignidade ou o decoro.
Pena - detenção, de 1 (um) a 6 (seis) meses, ou multa.
É qualquer ofensa à dignidade de alguém. Na injúria, ao contrário da calúnia ou difamação, não se atribui um fato, mas uma opinião. O uso de palavras fortes como "ladrão", "idiota", "corrupto" e expressões de baixo calão em geral representam crime. A injúria pode fazer com que a pena seja ainda maior caso seja praticada com elementos referentes a raça, cor, etnia, religião ou origem.
Exemplo: um comentário onde o autor diga que fulano é ladrão, corrupto, burro, salafrário e por ai vai. Na mesma pena incorre quem, sabendo falsa a imputação, a propala ou divulga. Portanto, o titular deste blog poderá ser responsabilizado civil e criminalmente por tudo que aqui for escrito.

3. Sejam agressivos ou ofensivos, mesmo que de um comentarista para outro; ou contenham palavrões, insultos;

4. Não tenham relação com a nota publicada pelo Site.

Atenção: só serão disponibilizados no blog os comentários que respeitarem as regras acima expostas.